Resenha: A Menina dos Olhos Molhados por Marina Carvalho



A Menina dos Olhos Molhados
Editora: Globo Alt
Página: 296
Nota: 4/5
Ano: 2016  |  Skoob  |  Compre 


Sinopse:Bernardo é jornalista por vocação: curioso, comprometido e muito bom com as palavras. Trabalha há anos em um importante jornal da cidade e suas matérias investigativas são sempre elogiadas. Ele só tem uma limitação... Odeia trabalhar em equipe. Há alguns anos, Bernardo sofreu com uma grande decepção amorosa, o que contribuiu para o seu jeito fechado e antipático. Por isso a incumbência de levar Rafaela – a nova estagiária do jornal – para todos os lugares é como o inferno para ele. Bernardo não perde nenhuma oportunidade de evitá-la, mas Rafa, além de ser uma jornalista extremamente talentosa, não engole desaforo. Com o passar dos dias, Bernardo percebe que não conseguirá seguir seu plano de ignorar a estagiária, muito menos todos os sentimentos que ela desperta nele. Entre reportagens intrigantes e perigosas, eles vão descobrir que têm muito mais em comum do que a imensa paixão pelo jornalismo...


A Menina dos Olhos Molhados é o livro que conta a visão de Bernardo, que já é conhecido dos leitores por conta de  Azul da Cor do Mar.  

De início, temos um prólogo onde conhecemos Bernardo mais novo, andando de bicicleta após receber uma carta avisando que seus pais irão se separar. Depois somos jogados no presente e encontramos ele no escritório do jornal onde trabalha, elaborando sua última matéria. Seu chefe o chama na sua sala para lhe conta, que agora ele será o supervisor da nova estagiária. Altas confusões irão acontecer entre esses dois.


Bernardo é jornalista e seu sonho é se tornar correspondente internacional. Um grande trauma do passado tornou Bernardo um cara grosso, distante e que não sabe trabalhar em grupo. Sua convivência com Rafaela terá um grande impacto sobre sua forma de encarar a vida. Rafaela é dedicada naquilo que faz, inteligente, ama seu trabalho e vai defende-lo com unhas e dentes. A convivência e os maus tratos de Bernardo levarão Rafaela a testar sua paciência. E no meio dessa grande confusão, segredos serão revelados.


A narrativa é divida entre passado e presente, o que me fez gostar bastante pois tornou o livro descontraído. Há também partes engraçadas, onde pode-se destacar as cenas de briga entre Rafaela e Bernardo. Porém. é preciso também ressaltar que a autora pecou com relação ao desenvolvimento dos personagens secundários, sendo este o motivo que me fez retirar uma estrela dessa obra. 

É praticamente impossível começar esse livro e gostar do Bernardo pois ele vai se mostrando um personagem que consegue ser grosseiro ao extremo, todavia, o que surpreende é a reação de Rafaela, que não aceita tudo que ele diz e começa a se impor, mostrando que também tem voz e vez!


Nenhum comentário

Postar um comentário