Resenha: A Garota do Lago por Charlie Donlea



A Garota do Lago
Editora: Faro
Páginas: 296
Nota: 4/5
Ano: 2017  |  Skoob  |  Amazon

SinopseALGUNS LUGARES PARECEM BELOS DEMAIS PARA SEREM TOCADOS PELO HORROR...
Summit Lake, uma pequena cidade entre montanhas, é esse tipo de lugar, bucólico e com encantadoras casas dispostas à beira de um longo trecho de água intocada. Duas semanas atrás, a estudante de direito Becca Eckersley foi brutalmente assassinada em uma dessas casas. Filha de um poderoso advogado, Becca estava no auge de sua vida. Atraída instintivamente pela notícia, a repórter Kelsey Castle vai até a cidade para investigar o caso.
E LOGO SE ESTABELECE UMA CONEXÃO ÍNTIMA QUANDO UM VIVO CAMINHA NAS MESMAS PEGADAS DOS MORTOS...
E enquanto descobre sobre as amizades de Becca, sua vida amorosa e os segredos que ela guardava, a repórter fica cada vez mais convencida de que a verdade sobre o que aconteceu com Becca pode ser a chave para superar as marcas sombrias de seu próprio passado...



A Garota do Lago foi o livro de estreia do autor Charlie Donlea e eu tive a chance de ler e me surpreender com a história cheia de reviravoltas que o autor nos trás em A Garota do Lago.

Becca Eckersley é uma estudante de direito, ela tem sua "panelinha" de amigos: Brad, Jack e Gail. Esses quatro fazem praticamente tudo junto na faculdade. A amizade entre eles é incontestável. Mas, por mais que Becca tenha uma vida muito boa no "presente", nós sabemos já no primeiro capítulo que ela morre. É a partir desse ponto que entra a escritora Kelsey Castle, ela vai investigar e tentar descobrir o que de fato ocorreu com Becca e o porque de algumas coisas não estarem sendo reveladas, e sim ocultas.


Kelsey Castle é uma personagem bastante inteligente e dedicada naquilo que trabalha. Ela teve alguns problemas que consequentemente a afastaram do emprego, e para voltar a ativa ela escreveria um artigo sobre o caso de Becca Eckersley, uma jovem que havia sido assassinada em uma cidade pacata. Esse caso, para o chefe de Kelsey, seria algo simples, mas assim que a escritora chega em Summit Lake e começam as investigações. descobre que de simples não há nada.

Charlie Donlea conseguiu me emergir completamente na história de Becca Eckersley e provavelmente fará o mesmo com vocês. Em sua narrativa o autor explora tanto Kelsey como Becca. Enquanto por um lado vemos Kelsey pesquisando e tentando solucionar o caso, por outro temos Becca, 14 meses antes de sua morte, vivendo uma vida feliz, tranquila e sem nenhum indício do que viria a acontecer futuramente. Essa narrativa foi, sem sombra de dúvidas, o lado forte do livro pois várias possibilidades passaram pela minha cabeça, fazendo-me imaginar as mais mirabolantes causas da morte e motivos pelo qual os (meus) suspeitos fizeram o que fizeram com Becca.


Eu não sou o maior fã de suspenses, as vezes eles não conseguem me prender por conta da trama ou a linguagem não me instiga a continuar;  foi uma enorme surpresa a forma como A Garota do Lago conseguiu me agradar. O livro está muito bem escrito, a trama foi desenvolvida com muita maestria por parte do autor e por isso não vejo a hora de ler um próximo suspense do mesmo. Os elogios vão também para Faro Editorial pela edição muito bem feita, com detalhes em cada parte do livro e pelo espaçamento, diagramação e revisão adequados.


Nenhum comentário

Postar um comentário